Capítulo 6 - Sprints

Posted on: sex, 08/23/2019 - 17:21 By: Mônica Chiesa

A progressão do projeto no Scrum, as histórias nos Sprints e as pequenas vitórias.

Imagine que, em seu Sprint Zero, você chegou ao Product Backlog apresentado na Tabela 6.1.

Tabela 6.1 – Product Backlog inicial do projeto GiftWizz

ID História Pontos
1 Como usuário, sempre que eu desejar presentear alguém, usando qualquer dispositivo, quero receber a melhor sugestão para agradar o presenteado.  
2 Como usuário, quero optar, a qualquer momento, por receber um cupom de desconto que me permita adquirir o presente que possa agradar o presenteado.  
3 Como usuário, sempre que eu receber um presente, usando qualquer dispositivo, quero ter a opção de dar uma nota, de forma anônima, ao presente recebido a fim de que as sugestões sejam melhoradas.  
4 Como usuário, quero optar, a qualquer momento, por receber informações de lojas reais ou virtuais que tenham o presente que possa agradar o presenteado.  
5 Como usuário, no momento de meu cadastro no sistema, quero optar por permitir (ou não) o acesso a meus dados em redes sociais (dados pessoais, lista de amigos, likes, posts), para gerar estatísticas que permitam que eu receba boas sugestões de presentes para meus amigos.  
6 Como usuário, quero optar por permitir ao sistema o direito de ele postar mensagens em meu lugar, a fim de divulgar o aplicativo.  
7 Como Giftwizz, em intervalos predeterminados, quero perguntar aos usuários qual presente recomendariam, a partir de uma lista, a um de seus amigos nas redes sociais.  
8 Como Giftwizz, a todo momento, quero descobrir relacionamentos em minha base de dados que permitam sugerir presentes.  
9 Como administrador, quero ter acesso às operações dos lojistas que me permitam saber quais cupons foram convertidos em compras, a fim de calcular o percentual dos donos do produto e gerar relatórios aos lojistas e donos do produto.  
10 Como lojista, a qualquer momento, quero ter acesso à lista de presentes sugeridas pelo GiftWizz para poder oferecer produtos ao sistema.  
11 Como lojista, quero receber relatórios do GiftWizz, exibindo as vezes em que meu produto foi sugerido e os cupons emitidos.  
12 Como lojista, devo dar acesso ao GiftWizz de maneira que o sistema saiba quais cupons foram convertidos em compras.  
13 Como lojista, apenas quando uma venda via cupom do GiftWizz for efetuada, quero gerar um pagamento ao mesmo para seguir me beneficiando do sistema.  
14 Como empresa, quero poder efetuar cadastro através de email no GiftWizz, para (como um usuário) poder receber sugestões de presentes para um funcionário.  
15 Como empresa, quero poder usar o GiftWizz, para receber sugestões de presentes para um grupo de funcionários.  

 

A descrição das histórias é bem genérica, mas tudo – do ponto de vista do desejo dos patrocinadores – foi incluído. Neste momento, é feita uma primeira pontuação de todas as histórias do Product Backlog, com o auxílio do Scrum Poker (como veremos no Capítulo 8, “Estimativas de tempo, esforço e investimento”) junto à equipe de desenvolvimento e algumas dessas histórias serão levadas para o primeiro Sprint Backlog.

Note que as histórias estão priorizadas de acordo com o valor que elas têm para o cliente final. A equipe, porém, irá perceber que antes de o sistema poder sugerir um presente a alguém, terá de obter dados sobre o presenteado (no caso, através de uma rede social) e que, assim, independentemente da priorização recebida, deverá trazer histórias consideradas de menor prioridade para a frente. Esse tipo de negociação é normal e é feita entre a equipe e o Product Owner, que tem o pleno poder de decisão e depois informará aos patrocinadores as mudanças e suas razões.

Veja o exemplo da história mais importante, a que define a razão de ser do sistema:

Como usuário, sempre que eu desejar presentear alguém, usando qualquer dispositivo, quero receber a melhor sugestão para agradar o presenteado.

Ela não pode acontecer, porém, sem que esta outra história seja concluída:

Como usuário, no momento de meu cadastro no sistema, quero optar por permitir (ou não) o acesso a meus dados em redes sociais (dados pessoais, lista de

amigos, likes, posts), para gerar estatísticas que permitam que eu receba boas sugestões de presentes para meus amigos.

Neste caso, o Product Backlog atualizado reflete essa decisão, como mostra a Tabela 6.2.

Tabela 6.2 – Product Backlog atualizado do projeto GiftWizz (visão parcial)

ID História Pontos
5 Como usuário, no momento de meu cadastro no sistema, quero optar por permitir (ou não) o acesso a meus dados em redes sociais (dados pessoais, lista de amigos, likes, posts), para gerar estatísticas que permitam que eu receba boas sugestões de presentes para meus amigos.  
1 Como usuário, sempre que eu desejar presentear alguém, usando qualquer dispositivo, quero receber a melhor sugestão para agradar o presenteado.  
2 Como usuário, quero optar, a qualquer momento, por receber um cupom de desconto que me permita adquirir o presente que possa agradar o presenteado.  
3 Como usuário, sempre que eu receber um presente, usando qualquer dispositivo, quero ter a opção de dar uma nota, de forma anônima, ao presente recebido a fim de que as sugestões sejam melhoradas.  
4 Como usuário, quero optar, a qualquer momento, por receber informações de lojas reais ou virtuais que tenham o presente que possa agradar o presenteado.  
6 Como usuário, quero optar por permitir ao sistema o direito de ele postar mensagens em meu lugar, a fim de divulgar o aplicativo.  
7 Como sistema, em intervalos predeterminados, quero perguntar aos usuários qual presente recomendariam, a partir de uma lista, a um de seus amigos nas redes sociais.  
  ...  

 

O identificador atribuído à história, porém, não muda. Assim fica mantido o registro da prioridade original estabelecida pelo Product Owner junto aos patrocinadores do projeto. A Figura 6.1 (que é uma parte da figura 4.2 que você viu no Capítulo 4, “Visão geral do Scrum”) ilustra as duas reuniões de planejamento do Sprint.

Figura 6.1 – Reuniões de planejamento do Sprint.

Na primeira reunião, o Product Owner participa. Ele quer se certificar de que a equipe entendeu o que deve ser feito e que se compromete com as entregas do Sprint. Porém ele não diz como as histórias devem ser implementadas e nem quem deve fazer isso, muito menos detalha os passos para a execução de cada tarefa. Isso será feito sem a sua participação, apenas na reunião entre a equipe e o Scrummaster.

Na segunda reunião, aí, sim, as histórias serão detalhadas em uma série de notas adesivas e colocadas em um quadro KanBan (Figura 6.2). Os membros da equipe escolhem as histórias que realizarão (sempre trabalhando em pares) e o Scrummaster auxilia na solução de algum conflito eventual.

Figura 6.2 – Exemplo simples de um quadro KanBan online, criado com a ferramenta mural.ly.

Comentar

CAPTCHA Nosso portal usa esse mecanismo para evitar spam.